O Que Significa “Test-optional”?

Você deve ter visto que muitas universidades se declararam test-optional em 2021. Mas o que isso quer dizer exatamente?

O que é test-optional? 

Quando uma universidade se declara test-optional, significa que os estudantes não são obrigados a enviar resultados do SAT ou do ACT como parte da sua aplicação. Isso não exclui o impacto destas notas no critério para admissão naquela universidade.

Test-optional vs. Test-blind? 

Test-blind é quando uma instituição desconsidera por inteiro as notas do SAT e do ACT. Isso quer dizer que mesmo que você envie suas notas, elas não serão levadas em consideração durante o processo de avaliação da sua candidatura. Test-optional é quando uma instituição não exige que os candidatos enviem os resultados destas provas – porém, isso não significa que não faz diferença se você enviar ou não suas notas do SAT/ACT. Muito pelo contrário.

As universidades sabem que o potencial que um aluno tem para se preparar e fazer o SAT ou o ACT, tem correlação direta com a renda familiar do aluno. Portanto, a ação afirmativa das universidades ao se declararem test-optional está completamente ligada à situação social de cada candidato. 

Em outras palavras, a política de test-optional não é para todo mundo; ela foi criada para os alunos de baixa renda – que, mesmo antes da pandemia, já vinham argumentando por mais políticas de test-optional, e que com o COVID-19 foram ainda mais impactados negativamente.

Por isso, embora muitas universidades tenham optado por não exigir estes testes para o ciclo de aplicação de 2021-22 em razão da pandemia do COVID-19, o aluno que tiver uma boa nota tem, estrategicamente, uma grande vantagem competitiva.

Contudo,  se o aluno não conseguir atingir uma nota boa, é melhor optar pelo test-optional.

Fazer o teste ou não fazer, eis a questão!

Devo fazer o SAT ou ACT?

Depende.

A resposta se resume a esta reflexão: é razoável esperar que alguém de sua formação/situação social se prepare e obtenha uma boa pontuação no SAT ou ACT?

Conselhos de teste com base em seu status socioeconômico e histórico

Teste opcional para alunos de baixa renda

Se você pertence a uma família de baixa renda, ou passou por dificuldades de tal forma que não seria razoável esperar um bom desempenho no SAT ou ACT, a política opcional de teste foi elaborada para beneficiá-lo. As universidades reconhecem como é árduo para um aluno que, digamos, tem que trabalhar depois da escola para ajudar sua família, alocar tempo e recursos para a preparação para o SAT.

Esses são os alunos para os quais os testes SAT e ACT são verdadeiramente opcionais.

Ou seja, o teste só pode ajudar você.

Dito de outra forma, é uma opção composta unicamente por vantagens.

Isso não significa que você deve ignorar o SAT ou ACT. Se tiver tempo, ou se for um aluno naturalmente talentoso, vá para a biblioteca local e procure um livro de preparação para o teste. Você também pode encontrar recursos gratuitos online.

O SAT e o ACT oferecem isenções para alunos de baixa renda, para que possam fazer o teste gratuitamente e dar um impulso adicional à sua já forte aplicação. 

Teste opcional para alunos de renda média

Se você se enquadra em uma faixa de renda média ou tem um histórico tal que seria compreensível se não tivesse um bom desempenho no SAT ou ACT, você tem mais flexibilidade ao decidir se deseja fazer o SAT ou ACT.

Os alunos de renda média podem cancelar o teste e isso não deve afetar sua admissão.

No entanto, se você se enquadrar nessa categoria, existe o potencial, e quase a expectativa, de que você possa melhorar sua posição na admissão demonstrando pontuações de testes padronizados elevados. Por exemplo, um aluno com um GPA médio, mas com pontuações SAT ou ACT acima da média, se beneficiará ao enviar suas pontuações de teste junto com sua inscrição para a faculdade.

Se suas qualificações acadêmicas estão abaixo da média da faculdade ou universidade de sua escolha, agora é a hora de começar a dedicar bastante tempo à preparação para os exames SAT ou ACT. Como mencionamos acima, existem muitos recursos gratuitos disponíveis.

Se você decidir não fazer o SAT ou ACT e for de uma família de renda média, mas não tiver um motivo convincente para ter optado por não fazer o teste, sua candidatura pode ser afetada por isso.

Teste opcional para alunos de alta renda

Por fim, e quanto aos alunos mais privilegiados? Se sua família se enquadra na faixa de renda mais alta, você ficará em desvantagem se não fizer o SAT ou o ACT – mesmo que esteja se inscrevendo apenas em escolas opcionais para exames.

Além disso, se você fizer o SAT ou ACT e tiver um desempenho ruim, ainda estará em desvantagem.

Para os alunos mais privilegiados, o processo de admissão à faculdade está se tornando cada vez mais competitivo; espera-se que você faça o teste e obtenha uma boa pontuação.

Felizmente, sua família tem recursos econômicos para prepará-lo para o teste e, se você for um estudante do ensino médio lendo isto, agora é o momento de começar essa preparação. Se você puder pagar aulas particulares, é definitivamente a melhor aposta para melhorar sua pontuação e, portanto, suas chances de admissão. 

Resumindo: só porque uma escola possui uma política de “testes opcionais”, não significa que eles querem que todos os seus candidatos renunciem aos testes.

Certamente, para alguns alunos, não seria razoável esperar que eles enviassem notas em testes – alunos que enfrentam desafios por causa de seu status socioeconômico, alunos de primeira geração, ou falantes não-nativos de inglês podem se enquadrar nesta categoria.

Ainda assim, existem outros alunos para os quais a decisão de cancelar o teste seria prejudicial.Entenda em qual campo você se enquadra e tente estimar o que uma faculdade esperaria de você, e com quem você estará competindo por sua vaga, e então decida se o SAT e o ACT são de fato opcionais para você.